Clipping nº 339

24/05/2017

Anoreg-PB orienta participantes de Feira sobre documentação necessária à compra de imóveis

A Associação dos Notários e Registradores da Paraíba está presente na Feira de Imóveis que está sendo realizada pela Caixa Econômica Federal das 12 às 22h00 até o próximo domingo, na Praça do Povo do Espaço Cultural, através de stand com pessoal habilitado para prestar todas as informações sobre a documentação necessária à transação imobiliária, taxas, impostos e tudo o mais que faz parte do mundo de solução para aquisição de imóveis.

“Confirmamos presença, dando seguimento a parceria que temos com o Creci-PB”, afirmou o presidente da Anoreg-PB, Germano Toscano de Brito. Ele exemplificou como dúvidas mais comuns os documentos necessários, se realmente o imóvel está ou não registrado junto aos cartórios de registro imobiliário, além dos custos relativos a imposto de transmissão, taxas que são pagas nos serviços notariais de registro e regularização do imóvel.

Corretor de imóveis

Segundo Germano, o cliente que procura a compra do imóvel deve, em primeiro lugar, se habilitar junto a um corretor de imóveis sério e profissional, pois é ele quem vai absolutamente orientar para aquisição da documentação necessária. “O próximo passo é procurar a regularização do imóvel, tirar uma certidão de registro, porque a partir daí é que iniciamos todo o processo, sem ela, não adianta querer fazer uma escritura pública para depois fazer o registro, pois tudo nasce com a certidão do registro imobiliário”, alertou.

Fonte: Paraiba.com.br

Site: Anoreg Brasil (24/05/2017)

 

 

 

Clipping – Lusa – Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.

O idoso, Francisco Marcolino, tem uma fortuna avaliada judicialmente em “cerca de dois milhões de euros” e os filhos alegam que se o pai quisesse casar com a mulher que foi contratada pela família há mais de 30 anos, “tê-lo-ia feito enquanto estava capaz e não agora que se encontra totalmente dependente”.

O casamento foi celebrado a 4 de maio no Registo Civil de Ribeira de Pena, a mais de 150 quilómetros de Bragança, depois de uma alegada primeira tentativa recusada no Registo Civil de Mogadouro, a 80 quilómetros de onde residem, segundo contou à Lusa o filho, Manuel Marcolino Jesus.

O centenário tem quatro filhos, todos do primeiro casamento.

A esposa, que morreu há 28 anos, terá sido quem contratou a empregada, que se manteve ao serviço na casa da família e que tem agora 52 anos, segundo relatam os contestatários.

Manuel Marcolino Jesus fala em nome de três filhos do anterior casamento e contou que o pai foi independente até há cinco anos.

Desde aí, diz que começou a “ficar incapaz, com um agravamento do estado de saúde, sobretudo nos últimos dois anos”, e com vários episódios de urgência no Hospital de Bragança, em que nos históricos são referidos “síndrome demencial”, “totalmente dependente” e que é acompanhado “por uma empregada que fornece a história” do doente.

“Vivem em casa dela, desde que ficou incapaz há cinco anos, e é a partir daí que ela se começa a apoderar de tudo”, afirmou o filho, concretizando que “desde essa altura faltam, só numa conta (bancária) mais de 319 mil euros e mais de 200 mil, noutra”.

Os três filhos desencadearam dois processos-crime por abuso de confiança contra a empregada e suscitaram o arrolamento dos bens, em dezembro de 2016, que contabilizou uma fortuna de “cerca de dois milhões de euros em dinheiro e propriedades”.

Deram também entrada a um processo de interdição do idoso, que ainda decorre, em que a filha foi nomeada curadora e no qual aguardam pelo exame psiquiátrico que irá dizer ao tribunal qual a condição do pai.

No início de maio, dizem ter tomado conhecimento do casamento e acusam a empregada de ter levado o pai até Ribeira de Pena onde foi oficializado o matrimónio perante duas testemunhas e dois atestados médicos a atestarem que o homem de 101 anos estava capaz.

Manuel questiona-se “como é que a funcionária do registo fez este casamento, perante um homem em cadeira de rodas, e no estado em que estava” o pai, apesar das testemunhas e dos atestados médicos.

Os três filhos apresentaram queixas-crimes contra os dois profissionais que passaram os atestados e participaram às respetivas ordens profissionais. Indicaram ainda à Lusa que vão avançar com uma ação de anulação do casamento.

A Lusa falou com a mulher visada que remeteu para a advogada. Depois de três contatos telefónicos, a advogada disse que não tem “nenhuma pergunta a responder”.

O quarto filho não quis falar sobre o assunto.

Site: Arpen Brasil (24/05/2017)

 

 

 

CLIPPING – VISÃO OESTE – CASAMENTO COMUNITÁRIO VAI UNIR 246 CASAIS NO SÁBADO, EM OSASCO

Tradicionalmente no mês de maio, a Prefeitura de Osasco e o Fundo Social de Solidariedade realizam o Casamento Comunitário na cidade. Neste ano, o Casamento Comunitário acontece no sábado, 27, celebrando a união de 246 casais ao mesmo tempo.

O evento será no Ginásio de Esportes da Fundação Instituto Tecnológico de Osasco (Fito), localizado na Rua das Camélias, 26, Jardim das Flores.

O Casamento Comunitário oficializará histórias como a de Rosana e Vanderlei, casal diligente da 23ª edição, que se conheceram na década de 90 e, depois de quase 27 anos se reencontraram.

A cerimônia será embalada pela apresentação do Conservatório Musical Villa Lobos e os casais terão como padrinhos o prefeito de Osasco, Rogério Lins, e a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Aline Lins.

Serviço
Casamento Comunitário 2017
Local: Ginásio de Esportes da Fundação Instituto Tecnológico de Osasco (Fito/zona Sul)
Endereço: Rua das Camélias, 26, Jardim das Flores
Dia e horário: 27/5 às 9h
Fonte: Visão Oeste

Site: Arpen SP (24/05/2017)